Quinta-feira, 28 de Agosto de 2008

Arroz-doce...

 

Segunda-feira, 25 de Agosto de 2008, por volta das 20 horas, depois de três horas e meia de viagem entre Tires e a bela aldeia de Cortiçada… Acabo de estacionar o carro no sítio do costume, em frente à casa da minha avó, que fica ao lado da minha, e lá estão a minha mãe e a minha tia Isabel à conversa… Depois dos cumprimentos e conversas normais daquela situação em que chego de viagem, a minha mãe vai a casa buscar algo, deixando-me a sós com a minha tia que, aproveitando a oportunidade, dispara prontamente:

 
- Olha lá, então já arranjaste uma namorada nova?
- Ainda não tia. – Pausa. Ao sentir o olhar que claramente indicava vir a caminho um qualquer comentário, acrescentei rapidamente: – estou a tratar disso…
- Então que andas a fazer? Está na tua vez… Olha que eu quero ir comer um arroz-doce a tua casa! (na terrinha dos meus pais, e com certeza que em muitas outras, o arroz-doce era tradicionalmente algo que só se fazia nas maiores festas, era um símbolo de festa, pois ninguém teria possibilidades de o fazer várias vezes ao longo do ano… e claro que a maior das festas eram sempre os casamentos, onde se distribuíam pratos de arroz-doce pelos convidados na véspera, pelo que se tornou numa espécie de doce típico dos casamentos… deu para perceber onde ela queria chegar!).
 
Claro que tentei desconversar, dizendo que ainda iria eu comê-lo a casa dela primeiro quando a minha prima Mónica se casasse ou na ordenação do meu primo Carlos, ao que ela atira:
- A minha Mónica não se vai casar tão cedo e o Carlos ainda leva pelo menos 5 anos a ordenar-se, não me digas que não te casas antes disso??
 
Aqui foi o momento em que fiquei calado!
 
Felizmente a minha mãe apareceu nesse momento, qual super-herói, para me salvar e a conversa ficou por ali…
 
Por isso, considero que já fiquei avisado: está na hora de começar a pensar mais a sério no arroz-doce! Como se eu, que sou guloso por natureza, não andasse já a pensar nele há muito tempo…!!
 

Mas fica aqui a promessa: Tia Isabel, garanto que assim que me for possível haverá pratos e pratos de arroz-doce… Assim que arranje alguém com quem o possa fazer!!! Prometo que vou continuar a tratar disso!

 

sinto-me: Guloso!
música: Pó de Arroz - Carlos Paião
publicado por Nuno às 18:34
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Lia a 8 de Setembro de 2008 às 23:33
Promessa que é promessa tem que ser cumprida… e visto que já é possível… porque esperas?... Noiva já tens… assumiram os dois publicamente… eu sou testemunha (e madrinha)… não vais fazer a desfeita à Tia Isabel… Venha a festa… e os pratos de arroz-doce :)
De Nuno a 9 de Setembro de 2008 às 01:26
É verdadem já tenho noiva!!! A tia Isabel vai ficar contente de saber... Se bem que a minha noiva anda muito fugidia, que desde o dia do noivado ainda não voltei a saber dela!

Comentar post

mais sobre mim

pesquisar

 

Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28

posts recentes

500 days of Summer...

Stop 4 a minute...

Fundamental...

O regresso do Palma...

A dream in a restless nig...

Reruns...

A Bioquímica do amor...

Dreams...

The Fixer...

Pessoas...

Coisas simples...

Antigas memórias de tempo...

Eh Eh Eh Eh, este ano é q...

Histórias de vida...

Ansiedades...

Coisas perfeitas...

Lover, you should've come...

Dificuldades de comunicaç...

Cansaço...

O que eu te queria dizer....

How these days grow long....

Crónica de um dia normal....

Conversas adiadas...

Tempo de focar...

O telemóvel e o amor...

Pensamentos recorrentes.....

Uma pequena história...

Tic tac...

One more daisy...

Esta coisa de gostar de a...

Pushing Daisies...

Quase perfeit(a)...

Haja Folia...!

Arroz-doce...

Um abraço...

O que é um ano...?

O pior cachorro de sempre...

Tristeza inexplicável...

O caderno de climatologia...

Aconteceu...

Dor...

A brand new start...

arquivos

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

blogs SAPO

subscrever feeds